Unilever lança quiosque da Kibon para competir com McDonald's

Unilever lança quiosque da Kibon para competir com McDonald's
De São Paulo
Líder no mercado de sorvetes no Brasil, a Kibon, controlada pela anglo-holandesa Unilever, afia as garras para competir com o McDonald´s. A empresa vai usar o sistema de franquias para espalhar quiosques de sorvetes em todo o país. Mas, ao invés dos tradicionais picolés ou potes de sorvete da marca, serão vendidos apenas casquinhas e sundaes, nos mesmos sabores do rival. As máquinas para fabricação e os preços cobrados também devem ser iguais aos do McDonald´s.
"Nosso diferencial será o produto", diz Rogério Feijó, coordenador de vendas e implantação da Master Brasil, empresa contratada para gerenciar as franquias. Como diferencial, a Kibon aposta na força da marca Chicabon, a mais antiga da companhia, com 60 anos.
Antes de lançar oficialmente a franquia - que vai usar a marca Kibon Soft Ice - a empresa testou os quiosques no Nordeste. Os primeiros pontos de venda foram instalados em 1998 e já somam 60. A meta, agora, é atingir 100 franquias em um ano.
Além do quiosque tradicional, a empresa vai trabalhar com mais dois modelos de franquia: co-branding, no qual a operação pode ser associada a outra marca de negócios afins, como café, doces e salgados e "store in store". Nesse último, o quiosque é instalado dentro de outro estabelecimento comercial, como loja de roupas ou até mesmo uma farmácia.
Pelas estimativas da Master Brasil, o investimento para o franqueado pode variar entre R$ 40 mil e R$ 85 mil, valor que já inclui os R$ 10 mil da taxa de franquia. Não há cobrança de royalties. (RR)

Fonte: Estado de Minas

Publicada em terça-feira, 11 de junho de 2002



Clique em alguma Notícia para saber mais:
Pesquisa contraria estudos que mostram que o leite tem papel importante na prevenção da osteoporose
Leite batizado
Ilustração de embalagem de leite em formato fálico cria polêmica na Irlanda
Gaeco não descarta novas prisões pela Operação Leite Adulterado no Oeste de Santa Catarina
Produção e consumo de queijos em alta
Pecuaristas no prejuízo
Mercado quente para o leite
Itambé lança linha de produtos sem lactose durante a Superminas 2014
Presidente da Aurora defende eliminação do mercado de empresas que adulteraram leite
Cade aprova venda da marca Ibituruna, da LBR, para cooperativa mineira
Promotor orienta consumidor a trocar leite de empresa sob suspeita de adulteração ou procurar o Procon
Leite adulterado no Sul do Brasil ainda é vendido em SP e no PR
Cooperativa Languiru credenciada a utilizar selo da agricultura familiar
No México, 15% da água usada pela Nestlé é extraída do leite
Com denúncias de fraudes em laticínios no Oeste, varejo registra queda nas vendas de leite
Leite: o exemplo das cooperativas
MPSC divulga nomes de 11 empresas envolvidas em adulteração do leite
Oferta maior e demanda lenta reduzem preço do leite
Casos de adulteração de laticínios voltam à tona
Tirolez investirá R$ 100 milhões até 2017 para ampliar produção
Queijo: Chineses estão desenvolvendo gosto por pizza
Aquisição de leite pela indústria cresce 8,4% no 2º trimestre de 2014 em relação ao mesmo período de 2013
Operação contra adulteração de leite prende 16 suspeitos em SC e no RS
Alimentos para bebês ajudam vendas da Danone no 3° trimestre
Argélia mais que dobra importação de leite
Danone decide mirar Mead Johnson como alvo de aquisição, dizem fontes
FAEMG reativa Comissão de Caprinos e Ovinos
Produção de leite de SC dobra em uma década
Associações de produtores de leite do interior recebem visitas da CPLA
Mesmo na entressafra, leite longa vida tem queda no atacado



Para ver um histórico com todas as notícias, clique aqui.



















  




Em sua opinião, qual seria o melhor presidente para o agronegócio do leite?

Aécio Neves

Dilma Rousseff

Nao sei

  [ Votar ]
  [ Resultado ]

LATICINIO.NET - www.laticinio.net - laticinio@laticinio.net
Rua Dr. Ávila, 25 / 302 - Paineiras - Juiz de Fora - MG - CEP 36016-100
Telefone: (32) 9928-2478
Developed by